O mercado das belezas enlatadas

 

 

 

Esses dias tenho observado uma amiga do Vulva q vem postando fotos das chamadas barrigas negativas, que viriam a ser aqueles abdomens que de pé tem o visual que nós mortais conseguimos quando deitados e murchando a barriga (as vezes eu, nem isso). Aí eu me coloco na posição de ser constituído de inteligência e com capacidade de pensar, perdida nesse universo, reflito: MAS QUE CARALHO HEIN! QUE MERDA, já não bastasse querer ser magra a todo custo, agora, ainda tem que ter essa bendita/maldita barriga negativa, a que preço?!

Imagem

!Essas indústrias que promovem os padrões estéticos são muito cruéis com as mulheres que não conseguem se adequar ao que eles ditam como lindo, beautiful e perfect. Primeiramente, quando não nos adequamos e não nos enquadramos nos padrões, não nos sentimos aptos a atrair/agradar o outro, e, a culpa disso fazem-nos acreditar que é nossa mesmo. Afinal de contas, estamos nós falhando como seres humanas [ou objeto de consumo e desejo para a espécime], como mulher, já que nossa obrigação na terra deve ser essa, não é?! Atrair o sexo oposto, casar, procriar e manter essa raça humana que afunda mais a cada dia.  Seriamos nós -mulheres normais aos olhos do mundo- relaxadas, descuidadas e sem amor próprio (ou qq coisa do tipo) por não atingirmos o padrão esbelto e esguio e 0 porcento de gordura? Em qq banca de jornal q vc vá, dos bairros mais periféricos aos mais rycos e centrais há inúmeras publicações que incentivam as mulheres a quererem cada vez mais um corpo, que eles, julgam como perfeito. Quem nunca foi a sites femininos em busca de dicas e dietas p secar barriga, não sabe a auto-estima elevada que tem. Esse povo fábrica um padrão de beleza tão inalcançável para a maioria das mortais, nós mulheres comuns, que estas que vão querer alcançar vão morrer numa grana em tratamentos estéticos, lifting, chás 7 ervas, spirulina e o caralho a 4, e claro, comprando essas revistas que nos faz odiar nosso corpo a cada comparação feita, enriquecendo os editores e seus anunciantes. 

 

 

Imagem  

Marilyn Monroe é que era feliz, além de linda, com curvas, com barriga saliente, sexy, charmosa e cheia das lascividades. A nós só nos resta romper com tudo isso e viver como Galeano sugere que o nosso corpo realmente quer que seja, que ele seja uma festa, uma festa constante, sem policiamento estético exagerado por parte de ngm, a não ser de nós mesmas, referente ao que nos agrade e achamos bonito 😉 

 

 

Imagem

 

 

Ps.: Não que alguns homens tbm não sofram com esse tipo de cobrança em relação a sua estética e padrão de beleza exigido e estabelecido, mas a cobrança em cima das mulheres, convenhamos, é infinitamente maior.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s